segunda-feira, 21 de maio de 2018

A IGREJA INVISÍVEL: PASTORAIS SOCIAIS

Veiculo da Missão: Me lembro como se fosse hoje, quando na história do Brasil, um Papa, visitou pela primeira vez esta terra da Santa Cruz.

Depois de algumas décadas, ainda posso ouvir a sua voz o seu clamor, gritando em meus ouvidos através de São João Paulo II;"O Brasil precisa de santos, o Brasil precisa de muitos santos!" 

O Brasil precisa muito de você..

Em tempos onde predomina o gnosticismo, pelagianismo, pós-verdade: as grandes mídias a serviço das grandes instituições, organizações, conglomerados financeiros internacional, manipula a consciência do povo, na conjuntura social econômica e politica, para no presente e no futuro próximo assumir agenda de governo, com aqueles que representa os interesses dos grandes bancos, e dentro deste mundo cruel das tecnologias que escraviza as pessoas, somos desafiados a ser livres, sendo igreja, e juntos lutar pela causa do povo que sofre, em especial os mais pobres.   

Me parece que é dentro deste contexto que somos chamados a cumprir a nossa missão, sendo igreja, comprometida com a "Casa Comum", que muitas vezes por inocência ou falta de conhecimento, sofre com as mazelas de nosso sistema de governo politico global, onde todos(as) estamos inseridos, e padecemos.

A Comissão Pastoral da Ação Social Transformadora, realizou nos dia 04 a 06 Maio na casa de encontros dos Freis Carmelitas na Vila Fanny, em Curitiba, o 9° Encontro das Pastorais Sociais e Organismos do Regional Sul 2 CNBB, com a participação dos representantes das 18 dioceses do Paraná, na coordenação de Jardel Neves Lopes, sendo o tema do encontro: Alegrai-vos e Exultai-vos ( Gaudete et Exultate )
Após reunião com as coordenações das Pastorais Sociais, aconteceu no sábado dia 05, na parte da manhã, estudo de análise de conjuntura econômica social com o cientista político, Masimo Della Justina, professor do Departamento de Ciências Econonomicas da PUCPR, mestre pela London School of Economics.
 Masimo, aprofundou análise conjuntural e Estrutural da economia e da política no contexto global, para que todas coordenações das Pastorais Sociais, compreendesse, como os grandes Países,
conglomerados financeiros, utiliza-se da boa fé das pessoas, influenciando através das grandes empresas, mídias, e  descarta as pessoas e governos em momentos oportuno de acordo com os interesses financeiros, para controle econômico e politico do País.
Na parte da tarde aconteceu estudo da nova encíclica do Papa Francisco: GAUDETE ET EXSULTATE, com o teólogo João Santana.
No domingo ás 7:30h o dia começou com a Santa Missa, presidida por Dom Francisco Cota, bispo referencial das Pastorais Sociais. 

Na sequência as coordenações das Pastorais Sociais do Regional Sul 2 CNBB, se reuniram com as coordenações das demais Pastorais, para dialogar, estudar como trabalhar a evangelização de nosso tempo em conjunto, com as demais Pastorais.

O encontro encerrou ás 12:00h, domingo dia 06 de Maio, com oração e benção dos sacerdotes presentes.

Obs: No vídeo á cima, selecionamos a fala da coordenação da Pastoral Carcerária, Pastoral indígena, com a reflexão de Dom Francisco Cota, e imagens do encontro. 

Em breve, publicaremos vídeos exclusivos de todas Pastorais Sociais, presente neste encontro.

Matéria: Tarcísio Cirino
07-05-2017


Nenhum comentário:

Postar um comentário