segunda-feira, 23 de abril de 2018

MISSÕES VOCACIONAL NO SETOR COLOMBO.

 Neste último domingo 22 abril; Na hora da misericórdia, as mensageiras(os) de capelinhas da Paróquia Sagrada Família, no setor Colombo, participaram de uma reunião formativa, com a diretoria do movimento de capelinhas da arquidiocese de Curitiba, com a presença da coordenadora paroquial das capelinhas: Sra.Irene e do roco: Pe.José Mussiolque muito agradeceu, a participação e presença de todos(as).
A tarde de formação, contou com a presença do assessor eclesiástico do movimento de capelinhas: Pe.Regis Soczek Bandil, que em estado de graça, trabalhou a motivação e protagonismo missionário dos leigos na igreja, com foco no projeto vocacional, através das mensageiras(os), aprofundando a espiritualidade do movimento de capelinhas, conforme documentos do Papa Francisco, que pede que aprendamos " Escutar, Discernir, Viver e dar testemunho que nos santifica, como mensageiras(os), envolvendo toda a comunidade que recebe as capelinhas a ser santos, para que tenhamos muitas e santas vocações, na família". 
O coordenador do setor, Tarcísio Cirino, trabalhou o novo planejamento e organização do movimento de capelinhas e grupos de reflexão, informando a todos(as) que em 2017,  elaborou um novo planejamento para o setor, com reuniões formativa paroquial, personalizada em todas Paróquias, e as aprovação das coordenações, teve inicio em fevereiro de 2018, na Paróquia Santa Terezinha de Liseux, as reuniões formativa nas paróquias, com objetivo de fortalecer a "Formação do Setor, com os Grupos de Reflexão e Movimento de Capelinhas", com data definida em reunião, foi agendado para dia 23 de Junho, com inicio 8:30h ás 11:30h, na Paróquia Santa Terezinha de Liseux,( Formação do Setor) com a presença: Dom Francisco Cota, Pe.Regis Bandil, Pe,Jéfferson, Padres do Setor, e participação de todos agentes Pastorais de grupos das Paróquias e mensageiras(os), do setor.
A coordenadora arquidiocesana; Josiane Andrade, agradeceu a presença de todos(as), parabenizou o belo trabalho das mensageiras(os), e junto a coordenação da região norte, Alice Adamowicz, apresentou para o setor Colombo, em primeira mão, para conhecimento de todos(as) o novo manual diretrizes do movimento de capelinhas da arquidiocese de Curitiba.

Matéria: 23-04-2018 

MUTIRÃO DA PASTORAL DA SAÚDE É NOTÍCIA NO BRASIL.

A Pastoral da Saúde (CNBB), arquidiocese de Curitiba, promoveu neste último sábado 14 de abril, na Paróquia Santo Antônio bairro Boa Vista em Curitiba, um dos grandes eventos da saúde, que se tem notícia na história das políticas públicas de saúde..

O evento em unidade com profissionais da saúde, com apoio e participação das lideranças do SESA/PR, SMS, SUS, AIC, RPCTV, Distritos Sanitários, Pastorais sociais, etc; aliados em unidade á Pastoral da Saúde com a participação de voluntários(as), promoveram o  "Mutirão da Saúde".

No vídeo acima, produzimos um documentário breve, que conta um pouco da história da Pastoral da Saúde, e importância de cada cidadão brasileiro, conhecer seus direitos na área das políticas públicas de saúde, através de  entrevistas com representantes das políticas de saúde do Paraná, SESA e lideranças da Pastoral da Saúde, com a participação: Dr.Rubens Bendlin, Jaqueline Balthazar Silva, Frei Claudemir Silva, coordenadora arquidiocesana de Curitiba, Ireonilda Machado De Conto.

 Matéria: Tarcísio Cirino
 16-04-2018


BRASIL COMEMORA 1° DE MAIO 2018: NA REPÚBLICA DE CURITIBA


As comemorações de 1° de Maio no Brasil, dia do trabalhador, acontecerá no bairro Santa Cândida na cidade de Curitiba PR, segundo nos informou as lideranças da organização do evento. 

Pela primeira vez na história do Brasil, os sindicatos e movimentos sociais se uniram, para o evento e de todos os estados do Brasil, vem e chega em caravana a cada dia, de forma organizada e ordeira para as comemorações de 1° de maio 2018, com a participação de diversas lideranças e representantes sociais de entidades nacionais e internacionais.

 Nos últimos dias, as ruas próximas a policia federal no bairro Santa Cândida em Curitiba, já foram tomadas pelos manifestantes que de forma pacifica, permanecerão no local nos próximos anos, nos informou as lideranças presentes no local, conforme imagens no vídeo a cima, ( sem áudio).

 Matéria: Tarcísio Cirino
14-04-2018 

PARA ONDE IREMOS? NEOPENTECOSTALISMO?

Em tempos de "Pós-Verdade", muito se tem falado, através das redes sociais, e nas rodas de conversas, que o Paraná é um laboratório, de onde-se exporta ás suas experiências para toda a igreja do Brasil. 


Não posso afirmar que isso seja verdade, o que posso fazer é compartilhar, com você, as experiências que vivi, trabalhando, coordenando e participando das missões, a nível de arquidiocese de Curitiba, em especial, a partir do ano 2000, e mais tarde fazendo parte da "Assembleia do Povo de Deus", Regional Sul II.

Em nossas reuniões, pós-missões 2000, entendia-se, que a grande problemática social das diversas comunidades, no que-se refere aos trabalhos das Pastorais e Movimentos Sociais, erá o crescimento das diversas denominações neopentecostais nos bairros, e grupos e movimentos de raízes  "neopentecostal",  que crescia muito em todas comunidades católicas, trazendo dentro do contexto da época, sérios prejuízos a liturgia.

Estes movimentos de forma estratégica, oferecia as comunidades, os serviços que as instituições: igreja, escolas, sindicatos, governo, não fazia: E utilizando-se de escolas de formação de oratória para oração,pregação,louvor, atraia o povo, em especial os jovens, através da "emoção".

Com ferramentas de última geração,o neopentecostalismo, trabalhava as enfermidades existenciais de nosso século, através da mobilização da sociedade, para a pertença ao grupo,movimento, e procurava neutralizar no campo espiritual, e na sociedade com maestria o seu "inimigo", que entendia ser aqueles que pensa diferente, tendo como foco á "Teologia".

As formações de oratória dos leigos(as), funcionava, e o movimento crescia e produzia frutos bons, mais também nascia e crescia os frutos maus, com muitos excessos, através de radicais.  

Em nosso meio, nas reuniões, a quem pensava, que o único meio de corrigir os excessos dos grupos radicais, seria encontrar um Padre, que com conhecimento de causa, e "Equilíbrio",trabalhasse nesse meio.

Outros dizia que a solução era repensar os "Conselhos Pastorais das Paróquias", com um novo modelo de CCPs: onde todas coordenações de Pastorais, movimentos, se reunia junto ao Pároco, em reunião e realizava uma eleição para a escolha de uma coordenação geral, que passava a ser o responsável junto ao "Conselho Pastoral" da Paróquia; á realizar  o planejamento das atividades Pastorais,Liturgia, ficando as "Pastorais e Movimentos", responsável em realizar aquele planejamento, do CCPs, em todas comunidades, sendo patrocinados pelo CAE.

Em síntese, após as reuniões pós-missões o COMIDI: ficou responsável em trabalhar a organização e formação do novo modelo de "Conselho Pastoral CCPs", com a criação de COMIPAS, em todas Paróquias, e a implantação da infância missionária.

Na sequência foi organizado uma comissão de Padres, para trabalhar na formação do "Laicato", no que se refere a liturgia e cânticos nos "Setores Pastorais da arquidiocese de Curitiba", sendo: Pe.Gilson Camargo CM, Cônego Pedro Vílson Soares, Pe.Reginaldo Manzotti, e uma irmã religiosa.(Não lembro o nome)

Estas iniciativas contribuíram muito, no zelo a liturgia, cânticos litúrgicos, formação dos CCPs, e formação do laicato da arquidiocese de Curitiba.

Conclusão: Hoje quase 20 anos depois; Com o planejamento dos CCPs, que colocaram todos movimentos sociais e Pastorais dentro de um mesmo "Plano de Ação".

Em muitas Paróquias, onde não foi respeitado a história, espiritualidade, e planejamento dos movimentos, estes enfraqueceram, e outros entraram na UTI, e faleceram.

Mais os ramos do neopentecostalismo, continua muito vivo, em nossos dias, governando a comunicação e parte do que sobrou das muitas Pastorais e Movimentos Sociais, em nosso tempo.

Hoje com muitos na UTI, já existe quem pensa e defende que devemos formar uma "Pastoral Única", com todos(as) juntos.

A você, que está no futuro, escrevi a você, uma parte, uma síntese, do que vivenciamos, para que você conheça um pouco do passado, e construa, um projeto de futuro melhor, para todos, onde reine o amor a Paz e o Reino de Deus, aconteça.


Matéria: Tarcísio Cirino
11-03-2018

SENHOR JESUS DA NOS A GRAÇA DA SANTA VERGONHA

                                         

Ao término das meditações das XIV estações, o Santo Padre pronunciou uma oração comovente, indicando o modo de como devemos olhar para Jesus.
Senhor Jesus, a vós dirigimos o nosso olhar cheio de vergonha, de arrependimento e de esperança. Diante do vosso amor supremo, que a vergonha nos invada por vos ter deixado só, sofrendo pelos nossos pecados. Vergonha, por termos escolhido Barrabás, o poder, o mundanismo e não a Vós; vergonha, porque tantas pessoas, inclusive alguns dos vossos ministros, deixaram-se levar pela ambição e vanglória; vergonha, por deixarmos aos jovens um mundo dilacerado e dividido, devorado pelas guerras, pelo egoísmo, pela marginalização. Enfim, vergonha por termos perdido a vergonha. Senhor, dai-nos sempre a graça da santa vergonha!
Diante do Crucificado, o Bom Ladrão expressou seu profundo arrependimento, mas também a esperança de uma vida melhor no Paraíso.
A mensagem de esperança de Jesus – disse Francisco - continua ainda hoje a inspirar tantas pessoas e povos, a vencer o mal e a maldade, a perdoar e abater rancores e vinganças, dissipando hostilidades e temores, a iluminar as trevas:
Esperança, porque o vosso sacrifício continua, ainda hoje, a exalar o perfume do amor divino, que acaricia os corações de tantos jovens, que ainda vos consagram as suas vidas, tornando-se exemplos vivos de caridade e gratuidade neste nosso mundo devorado pela lógica da exploração e do ganho fácil; esperança, porque tantos missionários e missionárias continuam a arriscar suas vidas para servir-vos nos pobres, nos descartados, nos imigrados, nos invisíveis, nos explorados, nos famintos e nos encarcerados; esperança, porque a vossa Igreja continua a iluminar, encorajar, aliviar e dar testemunho do vosso amor incomensurável”.
Francisco: concluiu a sua oração dizendo que “a santa esperança nasce da cruz e da Ressurreição; elas nos ensinam que o amor de Jesus é a nossa esperança!” Senhor Jesus, livrai-nos da arrogância!
 “Senhor Jesus, dai-nos sempre a graça da santa esperança!”

PROTESTANTE ATACA A IGREJA DO BRASIL.

Com as comemorações dos 500 anos da reforma protestante no mundo, no ano de 2017.


Protestante abandona a sua igreja, e com uma certidão de batismo, um pouco inusitada, se diz: convertido ao catolicismo, e comemora o seu projeto de reforma,"interesses políticos", com perseguição a igreja.


A igreja de Jesus Cristo, todos os anos, a partir da quarta-feira de cinzas, inicia um tempo de quaresma, onde durante 40 dias, caminhamos junto com Jesus em preparação para á Páscoa, definitiva.
No Brasil, desde 1962, inicia-se com a quarta-feira de cinzas, o lançamento da Campanha da Fraternidade, que é coordenado pela CNBB; e tem como objetivo, despertar a solidariedade dos fiéis, e da sociedade brasileira, buscando caminhos e solução, a cada ano, com um tema: especifico que é escolhido por um grupo, de leigos(as) e sacerdotes, que define a realidade concreta a ser transformada, na busca da transformação e durante todo o ano, os cristãos católicos e não católicos, trabalha a reflexão junto a sociedade.
O gesto concreto da Campanha da Fraternidade, a nível nacional, acontece no domingo de ramos, em todas comunidades cristãs e ecumênicas.
Arrecadação da coleta, através do gesto concreto, no domingo de ramos, vai para o Fundo Nacional de Solidariedade e Fundos Diocesanos de Solidariedade, e 60% dos recursos financeiros arrecadados, fica para os projetos sociais na própria diocese, e os outros 40% fica para FNS, que são revertidos para o fortalecimento da solidariedade, em diferentes regiões do Brasil.
De modo especial, neste ano de 2018, a igreja do Brasil, para valorizar o protagonismo dos leigos, através do documento 105, tem como objetivo, promover: "Como Igreja, Povo de Deus, celebrar a presença e a organização dos cristãos leigos e leigas no Brasil; aprofundando a sua identidade, vocação, espiritualidade e missão; e testemunhar Jesus Cristo e o seu Reino; e pretende dinamizar na sociedade os estudos do documento 105, com os demais documentos do magistério, em especial os do Papa Francisco, no que-se refere ao Laicato.
Dito isso, no ultimo dia 26 novembro 2017, na Solenidade de Cristo Rei, iniciou o  " Ano do Laicato, com o tema: Cristãos Leigos e Leigas, sujeitos na igreja em saída, a serviço do Reino; com o lema: Sal da terra e Luz do Mundo, Mt 5,13-14".
Ocorre que no Brasil, neste ano de 2018, é um ano de eleições.
E a partir dai um grupo de comunicadores radicais, com estratégia politica, na busca do "Poder" dentro da igreja, com conhecimento das falhas, da gestão administrativa da grande instituição; utiliza-se de ferramentas distante do diálogo, com uma linguagem estranha, em uma ação estratégica terrorista, e diabólica, muito bem arquitetada e organizada, no Youtube e nas redes sociais, tendo como fundamento, uma ação, através do "Ano da Laicato",  para fragilizar de forma estratégica, a Campanha da Fraternidade 2018, e silenciar, cardeais, bispos, Padres, e todos(as), que-se opõe a seus ideais. A estes promovem ataques, organizado, através das redes sociais.

Imagens vídeo: Redes Sociais - Bernardo Pires Kuster

Matéria: Tarcísio Cirino
27-02-2018

sexta-feira, 20 de abril de 2018

BOLETIM NOTÍCIAS DA IGREJA DO BRASIL

                                            Toda cobertura da 56ª Assembleia Geral, de 11 á 20 de abril em Aparecida, com as principais notícias da igreja do Brasil, você pode visualizar aqui!!

segunda-feira, 16 de abril de 2018

NESTE SÁBADO DIA 14. ACONTECE O MUTIRÃO DA SAÚDE PARTICIPE!!

A Pastoral da Saúde, arquidiocese de Curitiba: promove no próximo sábado dia 14 de abril, na região episcopal norte, Paróquia Santo Antônio, bairro Boa Vista, o "Mutirão da Saúde". 
O evento tem inicio 9:00 ás 17:00h, com agentes profissionais especialistas da saúde, médicos, enfermeiros, voluntários; com atendimento a todos(as), que comparecer neste sábado 14 abril, para consultas, realização de exames no local, cadastro de doadores de medula óssea,  orientações, palestras para toda a família, na área da saúde, e outras atividades, corte de cabelo, massagens, bazar, e atividades recreativas para as crianças, etc.
A Pastoral da Saúde foi compreendida em Aparecida (2007) como sendo, ‘‘a resposta às grandes interrogações da vida, como sofrimento e a morte, à luz da morte e ressurreição do Senhor’’ e, empenha-se em evangelizar com renovado ardor missionário no mundo da saúde, e contribuir para construção de uma sociedade justa e solidária, a serviço da vida.
Objetivo
A Pastoral da Saúde tem por objetivo promover, educar, preservar, cuidar, defender, recuperar e celebrar a vida, realizando também ações em prol de uma vida saudável e plena de todo povo de Deus, tornando presente, no mundo de hoje, a ação libertadora de Cristo na área da saúde.

A Pastoral da Saúde acontece em domicílios, hospitais, asilos, creches, escolas, associações de bairro, sindicatos, conselhos de saúde, ou seja, em todo lugar que se importa com a saúde.

Matéria: Tarcísio Cirino
PASTORAL DA SAÚDE DA ARQUIDIOCESE DE CURITIBA PARANÁ.
Rua Jaime Reis, 369 – São Francisco – Curitiba – PR Fone: 2105-6326.
Coordenadora Geral Arquidiocesana: Ireonilda M. De Conto.

A Pastoral da Saúde tem o compromisso de promover, preservar, defender,
cuidar e celebrar a vida (prevenção de doenças: física, psíquica, espiritual, social,
ambiental, etc.), tornando presente no mundo da saúde a ação libertadora de Jesus,
rumo ao reino definitivo. A Pastoral da Saúde (CNBB) tem por objetivo trabalhar três
dimensões: Solidária, Comunitária e Política Institucional, visando à reflexão e tomada
de consciência sobre a saúde pública. Ela busca, a partir de Jesus Cristo, realizar
gestos bem concretos em favor da vida seja pessoal ou comunitária.

Informo que nos anos anteriores, os mutirões foram realizados nas Paróquias
dos bairros e que a SESA, SMS, todos os Distritos Sanitários, junto com as
unidades básicas de saúde, instituições da saúde, aliados a pessoas e
profissionais da saúde voluntários (as), sempre foram muito atenciosos e
dispostos a colaborarem com ações que envolvem a promoção da saúde e
prevenção de doenças. Todos eles estão de parabéns, sendo sempre fieis e
parceiros nestes eventos sociais a serviço deste povo de Deus que tanto
necessita de atenção.

O mutirão que sempre foi e sempre será aberto a todos, terá este ano atenção
especial ao tema da campanha da fraternidade 2018:
“Fraternidade e Superação da Violência”, Vós sois todos irmãos (Mt 23,8).

Mutirão da Saúde. Todos estão convidados a participar!
IX Mutirão de Ação Solidaria da Pastoral da Saúde a ser realizado no dia 14 de
abril de 2018 na Paróquia Santo Antonio, bairro Boa Vista, Av. Paraná, 1939.

Serão distribuídas senhas no dia.
Com inicio as 09h00min e término as 17h00min.
SANTA MISSA COM A BENÇÃO DA SAÚDE 16:00h.

Atividades
Triagens; Exames; orientações; Cortes de cabelos; massagens, cadastro de doadores
de medula óssea; Bazar de usados, atividades recreativas para crianças, além de
diversas instituições voluntárias, todos com os seus profissionais da saúde; Enfim são
diversas atividades da área da saúde.
A estimativa é que circulem 3.000 pessoas para se beneficiarem deste evento.

Atenciosamente,
Ireonilda M. De Conto
Coordenadora Arquidiocesana da Pastoral da Saúde de Curitiba – PR.


A PALAVRA CHAVE É SILÊNCIO!!

Em tempos onde convivemos com a Pós-Verdade;  Palavra Tolerância, pode ser a Palavra do momento, a "Chave" que abre as portas para a Interação a novos horizontes, para uma nova aurora em nossa caminhada.
Como sabemos o cristianismo não nasce de uma filosofia, mais nasce de uma Pessoa, e diante da Pós-Verdade a Palavra "Chave" é o Silêncio, para que possamos ouvir, escutar, discernir melhor para depois comunicar.
De fato em tempos de Pós-Verdade, tempos do culto ao corpo, onde-se esconde as carências em busca do aplauso;  é preciso urgente um olhar a realidade tal como elá é, e diante da Verdade, é preciso comunicar com competência estratégica a Verdade com .
Mais isso exige maturidade;  a Palavra Chave, é Papa Francisco, é preciso ouvir, e para ouvir é preciso "Silêncio", para pode escutar e depois comunicar, até as ultimas consequências.
Texto: Tarcísio Cirino
29-08-2017

domingo, 1 de abril de 2018

Cardeal Odilo Scherer - Reflexão sobre a cruz de Cristo

                                             
 O arcebispo de São Paulo (SP), cardeal Odilo Pedro Scherer, oferece uma reflexão sobre o significado da cruz e toda a mensagem que apresenta aos fiéis católicos neste tempo pascal. Em sintonia com a temática da Campanha da Fraternidade deste ano, “Fraternidade e superação da violência”, sinaliza para o sofrimento que as situações de violência fazem pesar sobre as pessoas.

Mensagem da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Social Transformadora da CNBB


Conferência Nacional dos Bispos do Brasil
Comissão Episcopal Pastoral para A Ação Social Transformadora
__________________________________________________________________________________
Brasília, 26 de março de 2018
AST- Nº. 0196 /18

Mensagem da Comissão Episcopal Pastoral para a
Ação Social Transformadora da CNBB

As Pastorais Sociais, o Setor da Mobilidade Humana e Organismos, orgânicos à Comissão Episcopal Pastoral para Ação Social Transformadora da CNBB, por meio de suas representações reunidas durante os dias 21, 22 e 23 de março de 2018, no Centro Cultural de Brasília, vem manifestar sua indignação com a cultura de morte e violência expressa nas execuções da vereadora Marielle Franco e Anderson Gomes, ocorridas no último dia 14, no Rio de Janeiro. As execuções e os assassinatos que acontecem diariamente são expressões do desprezo à vida, da intolerância e do ódio cultivados na sociedade brasileira e apontam para a necessidade de uma profunda reformulação das políticas de segurança pública no país. Intervenções militares sem políticas sociais justas são inoperantes: aumentam o número de vítimas civis e militares sem enfrentar os desafios socioambientais das comunidades faveladas.

Repudiamos também as ameaças de morte ao Padre Júlio Lancellotti, os ataques deferidos contra as lideranças e organizações da Igreja, como CNBB, CEBs, Cáritas Brasileira e o Fundo Nacional de Solidariedade, pois todos têm apoiado iniciativas de formação, mobilização e de economia solidária em todas as regiões no Brasil, principalmente as mais empobrecidas. O diálogo social é um dos caminhos privilegiados para construção de um novo Projeto de Sociedade, como nos ensina o Papa Francisco na exortação apostólica Alegria do Evangelho.

É perceptível a degradação da condição social do povo brasileiro, principalmente das classes populares, com o crescimento do desemprego, fragilização dos laços familiares e da prestação de serviços públicos, em áreas fundamentais como saúde, educação, assistência social e segurança pública. O estrangulamento promovido pela Emenda Constitucional nº 95/2016 (PEC da Morte) e pela Reforma Trabalhista já começa a ser realidade nos municípios, Estados e União.

O Judiciário expressa as contradições da sociedade brasileira sendo ágil na defesa dos interesses dos proprietários e lento na garantia dos direitos dos setores excluídos da sociedade brasileira. É injusto e imoral que, além dos altos salários, juízes e membros do Ministério Público recebam auxílio moradia e outros benefícios com valores muito superiores ao que recebem, mensalmente, metade dos(as) trabalhadores(as)no país. Quantos encarcerados(as) aguardam o julgamento de seu processo para reconquistar sua liberdade? Clama aos céus essa contradição da sociedade brasileira. É urgente promover uma democratização do Poder Judiciário e Ministério Público para a justiça garantir sua credibilidade.

Toda Igreja é convidada a se engajar, à luz do Evangelho e do Ensino Social da Igreja, motivados pelo Ano do Laicato, a enfrentar e superar as desigualdades e violências que ocorrem contra os mais pobres e contra a integridade da Criação, nossa Casa Comum, no Brasil.

Nesta semana que antecede a Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, expressamos nossa solidariedade às famílias e amigos(as) de Marielle e Anderson, bem como ao Pe. Júlio Lancellotti pelas ameaças recebidas. 

Temos fé e esperança nas mobilizações do povo brasileiro para resgatar a democracia, conquistar a paz, fruto da justiça e do diálogo social. A unidade de nossa ação é um dos caminhos nesta reconstrução!

Brasília (DF), 23 de março de 2018

Dom Guilherme Werlang
Bispo de Ipameri - GO

Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Social Transformadora

O PENSAMENTO SOCIAL DE BERGOGLIO: 27/03/2018

                                             Andrea Tornielli, do Vaticano Insider e Pier Paolo Saleri, analista político, na recente publicação "Dinheiro não governa" (edições Piemme), propõem uma leitura do magistério social do pontificado de Francisco, através das grandes questões atuais

quarta-feira, 28 de março de 2018

SEMINÁRIO VICENTINO TEM NOVO PADRE.

A Congregação da Missão, Província Sul, no Brasil, arquidiocese de Curitiba, ganhou novo Padre, neste último sábado 10 Fevereiro de 2018.
A ordenação Presbiteral, aconteceu na Paróquia São Sebastião, ás 16h00       em Bateias - Campo Largo - Pr, com a oração da igreja, presente, através de diversos sacerdotes, co-irmãos, Provincial Pe.Odair, seminaristas, Irmãs Vicentinas, familiares, lideranças Pastorais, e o Povo de Deus. 
O novo Presbítero, Leandro Maeski CM, foi ordenado com a imposição das mãos de Dom Rafael Biernaski, bispo da Diocese de Blumenau, SC.
Pe.Leandro Maeski CM, tem a missão, a partir de agora, de trabalhar como vigário, na Paróquia Santa Cândida, com: Pe.André Marmilicz CM, CCPs, e está responsável pelo Seminário Propedêutico da Congregação da Missão, na formação dos seminaristas.
No vídeo a cima, a celebração de ordenação Pe.Leandro Maeski CM, que tem como lema, "Fazei o que Ele, vos disser, ( Jo 2,5)". 
Matéria: Tarcísio Cirino
11-02-2018




terça-feira, 27 de março de 2018

DOM FRANCISCO: VAMOS VER SE A IGREJA, PÕE OS PÉS NO CHÃO..


                                     

 Neste último domingo, 7 janeiro 2018, em território missionário, Guarani das Missões, Rio Grande do Sul, Dom Francisco Cota, soltou o verbo,durante a homilia, levando todos(as) a uma profunda reflexão.

No momento final, na benção de envio; Dom Francisco, pediu que as crianças, fosse até o presépio, retirasse o menino Jesus, e levasse Jesus, para suas casas. ( Vale a pena conferi o vídeo )

A Santa Missa, em comemoração aos 30 anos de ordenação sacerdotal do Pe.André Marmilicz CM, teve a presença de diversos sacerdotes, lideranças,  Povo de Deus, familiares e dona Verônica, Mãe do Pe.André, que comemorou neste domingo, o aniversário de 85 anos. 

Matéria: Tarcísio Cirino
10-01-2018

sexta-feira, 23 de março de 2018

Semana Santa no Santuário do Carmo tem início no dia 24 de março



O Santuário Nossa Senhora do Carmo se prepara para celebrar a Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor. Com uma extensa programação, que inicia no dia 24, serão oito dias de celebrações, cujos quais relembramos o percurso dos últimos acontecimentos vividos por Jesus antes de morrer na cruz e ressuscitar para a nossa salvação. Somos chamados durante a Semana Santa a unirmos a Ele na contemplação do seu mistério redentor. Crer nos acontecimentos da Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, é crer no mistério central da nossa fé, é crer na vida que vence a morte, é vencer o mal, é também ressuscitar com Cristo e, com Ele Vivo e Vitorioso viver eternamente.

Programação da Semana Santa 2018 no Santuário Nossa Senhora do Carmo

24/03 Sábado 
                           15h30 - Missa com bênção dos ramos
                           19h - Missa com bênção dos ramos

25/05 Domingo de Ramos da Paixão do Senhor
                           08h - Missa com bênção dos ramos
                           10h - Missa com bênção dos ramos
                           12h -  Missa com bênção dos ramos
                           18h - Missa com bênção dos ramos
                           19h30 - Missa com bênção dos ramos

    
27/03 Terça-feira Santa
                            19h - Missa
                            20h - Celebração do Ofício das Trevas

28/03 Quarta-feira Santa - Dia devocional Nossa Senhora do Carmo

29/03 Quinta-feira Santa - Início do Tríduo Pascal
                            18h - Ceia do Senhor
                            20h - Ceia do Senhor
                            21h - Hora Santa  (até às 15h da Sexta-feira Santa)

30/03 Sexta-feira Santa
                             15h - Celebração da Paixão e Morte do Senhor
                             17h - Celebração da Paixão e Morte do Senhor
                             19h - Via Sacra ao Vivo - Procissão luminosa

31/03 Sábado Santo
                            16h - Bênçãos dos alimentos e ovos de páscoa
                             20h - Celebração da Vigília Pascal 

01/04 Domingo de Páscoa
                             06h - Missa da Ressurreição
                             07h - Café de Páscoa
                             08h - Missa de Páscoa
                             10h- Missa de Páscoa
                             12h - Missa de Páscoa
                             18h - Missa de Páscoa
                             19h30 - Missa de Páscoa

Serviço:
Programação Semana Santa Santuário Nossa Senhora do Carmo
De 24 de março à 01 de abril de 2018
Av. Marechal Floriano Peixoto, 8520
Telefone: (41) 3276-1936
Pároco e reitor: Padre Marcondes Martins Barbosa
Vigários paroquiais: Padre Anderson Bonin e Padre Everton da Roza Lara
Assessoria de Imprensa: Stephany Bravos (41) 98715-0620

Deliberationem nostram, benedicite Deum omnium, qui exploraverunt codice horum nuntium.

Visualizações de página por país, maio 2018

Gráfico dos países mais populares entre os visualizadores do blog
EntradaVisualizações de página
Brasil
188060
Estados Unidos
21762
Malásia
7712
Alemanha
6556
Rússia
6445
China
5936
França
2431
Portugal
1616
Itália
924
Ucrânia
621

Visualizações de página por navegador

EntradaVisualizações de página
Chrome
153640 (60%)
Firefox
54962 (21%)
Internet Explorer
25710 (10%)
Mobile
4790 (1%)
Safari
4508 (1%)
Mobile Safari
3643 (1%)
Opera
1789 (<1%)
SamsungBrowser
1235 (<1%)
OS;FBSV
1069 (<1%)
BingPreview
555 (<1%)
Imagem que mostra os navegadores mais populares

Visualizações de página por sistema operacional

EntradaVisualizações de página
Windows
103771 (41%)
Android
98465 (39%)
Linux
30735 (12%)
Macintosh
7150 (2%)
iPhone
6718 (2%)
Other Unix
1066 (<1%)
iPad
1001 (<1%)
Unix
465 (<1%)
compatible
81 (<1%)
Windows NT 6.1
53 (<1%)
Imagem que mostra as plataformas mais populares