sábado, 18 de fevereiro de 2017

CAPELINHAS É DESTAQUE NO MUNDO!!


Oi Tarcísio, antes de mais nada quero desejar um feliz 2017 para você e sua família!

Quero também contar pra você - e espero que possa disseminar a mensagem no movimento das capelinhas - que o artigo que escrevemos com base na pesquisa feita junto ao movimento das capelinhas de Curitiba foi aceito para publicação em uma revista internacional chamada Journal of Macromarketing.


O processo de revisão do artigo foi bem rigoroso, mas estamos muito contentes com o texto final. Está em inglês, mas vou traduzir o resumo e mandar para vocês.


Um grande abraço e muito obrigada outra vez por abrir as portas para me receber e contar mais sobre o movimento para mim 🙂


 De nossa parte muito obrigado!! Em nome da diretoria do Movimento de Capelinhas, um grande abraço e Feliz 2017.

Estimado Tarcísio, 

Segue também o artigo (em inglês), e aqui uma tradução do resumo. A linguagem é bem teórica, mas essencialmente estamos explicando que a Igreja promove a circulação das capelinhas para gerar valor espiritual, social, e econômico - e que o entrelaçamento desses três tipos de valor é o que ajuda a sustentar o movimento como uma economia alternativa, diferente do capitalismo e das relações de consumo.

Este estudo examina como a circulação de objetos - a transferência recorrente de objetos entre membros de um grupo - pode ser usada para promover um regime de valor híbrido em economias alternativas. Pesquisas anteriores apontam que as economias alternativas abrigam múltiplas concepções do que é valioso, sugerindo que o hibridismo pode ajudar a sustentar economias alternativas. Este estudo mobiliza dados etnográficos e netnográficos para examinar a circulação de objetos singularizados em uma economia alternativa brasileira, baseada na religião para iluminar a constituição do hibridismo de regimes de valor. Os resultados explicam como a instituição governante desta economia - a Igreja - promove um regime de valor híbrido, promovendo a criação de múltiplos tipos de valor e incentivando seu entrelaçamento. Discutimos como o hibridismo do regime de valor reduz a tensão e a crítica dirigida à economia alternativa e promove a interdependência de recursos entre distintos participantes.


Abraço,


Daiane Scaraboto
Assistant Professor of Marketing
Escuela de Administración
Pontificia Universidad Católica de Chile
T:+56 2354-4340 ext. 1594

Nenhum comentário:

Postar um comentário